24 de Julho de 2020 às 07h46

Gilmar Mendes decidirá se Serra tem direito a foro privilegiado em inquérito sobre caixa 2

Advogados do senador José Serra (PSDB-SP) pediram para o Supremo Tribunal Federal (STF) nesta quinta-feira (23) para que o inquérito que investiga Serra na Lava Jato em São Paulo seja suspenso e enviado ao Supremo, por conta do seu foro privilegiado.

O pedido de liminar foi distribuído ao ministro Gilmar Mendes, a quem caberá decidir sobre o caso.

De acordo com as investigações, Serra teria recebido R$ 5 milhões em doações não declaradas à Justiça Eleitoral, quando ele foi eleito senador, em 2014.