27 de Julho de 2020 às 18h57

Toffoli atende a pedido de Aras e rejeita abertura de inquéritos da delação de Sergio Cabral

A pedido do procurador-geral da República Augusto Aras, o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, rejeitou a abertura de inquéritos com base na delação premiada do ex-governador do Rio de Janeiro Sergio Cabral.

Estes inquéritos investigariam ministros do Superior Tribunal de Justiça (STJ) e do Tribunal de Contas da União (TCU), de acordo com o acordo de colaboração premiada feito entre Cabral e a Polícia Federal.

Em seu pedido, Aras argumentou que a PGR é contrária à delação de Cabral e que não haveriam indícios para a abertura das investigações.

Fonte: O Globo