22 de Julho de 2020 às 13h39

Governo impõe sigilo sobre visitas de Wassef e lobistas a Bolsonaro

Segundo o Estadão, desde o ano passado, pelo menos 8 pedidos de informação feitos pela Câmara dos Deputados foram negados pela Presidência. Em alguns destes pedidos, os deputados queriam saber se houve acesso de Wassef e de lobistas à residência oficial

Se valendo de um parecer da Controladoria Geral da União (CGU) de dezembro de 2019, o Gabinete de Segurança Institucional (GSI) negou todos os pedidos, e argumentou de que a divulgação destas informações poderia colocar em risco Bolsonaro e sua família.

Em janeiro de 2019, quando tomou posse como presidente da República, Bolsonaro afirmou que a transparência seria uma marca em seu governo: “Transparência acima de tudo. Todos os nossos atos terão que ser abertos para o público. E o que aconteceu no passado também.”.