22 de Julho de 2020 às 19h10

TRF-4 nega pedido de Lula para anular delações da Odebrecht no caso do sítio de Atibaia

Por unanimidade, a 8a Turma do TRF-4 negou um pedido da defesa de Lula para que os depoimentos dos delatores da Odebrecht no caso do sítio de Atibaia (SP) fossem anulados.

O objetivo dos advogados de Lula era que houvesse uma nova apuração de provas sobre os os acordos firmados com os delatores da Odebrecht e que serviram de base para a condenação do ex-presidente. 

Essa é a segunda condenação de Lula pela Lava Jato. Na primeira, pelo caso do triplex do Guarujá, o ex-presidente foi condenado a 12 anos e 1 mês pelo TRF-4, pena que foi posteriormente reduzida para 8 anos e 10 meses de prisão pelo STJ. Por esse processo, Lula chegou a ficar preso de abril de 2018 a novembro de 2019 e foi solto graças à decisão do STF que acabou com a possibilidade de prisão após condenação em segunda instância.

Fonte: G1