04 de Agosto de 2020 às 11h52

MPF aciona pastor Valdemiro Santiago por venda de “feijões mágicos” contra Covid-19

O Ministério Público Federal de São Paulo entrou com ação contra o pastor evangélico Valdemiro Santiago, da Igreja Mundial do Poder de Deus, pedindo o pagamento de indenização de R$ 300 mil por por danos sociais e morais coletivos após divulgação de vídeos em que o pastor sugeria aos fiéis que o plantio de sementes de feijão poderia curar a Covid-19.

De acordo com os procuradores, o pastor chegou afirmar que um fiel conseguiu se curar após usar os “feijões mágicos” e que haveria um atestado médico comprovando sua cura.

Segundo a ação, as sementes foram anunciadas em vídeos publicados no Youtube e o pastor sugeria que os fiéis pagassem por cada uma delas valores entre R$ 100 e R$ 1 mil cada. A mensagem era que a simples germinação das sementes teria poder de curar o coronavírus.

O Ministério Público Federal alega que Valdemiro Santiago incorreu em prática abusiva da liberdade religiosa, colocando em risco a saúde pública e induzindo fiéis a comprarem um produto sem eficácia comprovada.

Fonte: O Globo