13 de Agosto de 2020 às 12h27

Flávio Bolsonaro diz não lembrar de pagamento em dinheiro vivo por apartamento

Em depoimento para o Ministério Público do Rio (MP-RJ) no inquérito que investiga o esquema de da “rachadinhas” na Alerj, o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) afirmou que não se lembra de ter feito pagamento em dinheiro vivo quando adquiriu dois apartamentos em Copacabana, em 2012. As informações são do O Globo.

O Ministério Público descobriu que, no mesmo dia em que a compra foi registrada em cartório, por R$ 310 mil, o vendedor dos imóveis fez um depósito de R$ 638 mil em dinheiro vivo em um banco que fica muito próximo do cartório onde foi lavrada a escritura. Questionado pelos procuradores se a aquisição envolveu algum pagamento em dinheiro vivo, Flávio Bolsonaro respondeu:

“Que eu me recorde, não”, afirmou o senador, referindo-se aos apartamentos em Copacabana. “Se eu não me engano, foi por transferência bancária esse sinal. Cheques. E, no dia, eu paguei as duas salas junto com a minha esposa no próprio cartório”.

Fonte: O Globo