19 de Agosto de 2020 às 08h41

Governo Bolsonaro planeja gastar mais com militares do que com Educação em 2021

O governo Bolsonaro prevê reservar R$ 5,8 bilhões a mais no Orçamento de 2021 para despesas com militares do que com a educação no país. As informações são do O Estado de S. Paulo, que teve acesso ao texto da proposta.

Se for aprovado pelo Congresso, o orçamento do Ministério da Defesa terá um aumento de quase 50%, passando de R$ 73 bilhões em 2021 para R$ 108,56 bilhões em 2021. Enquanto isso, a verba do Ministério da Educação (MEC) deve cair de R$ 103,1 bilhões para R$ 102,9 bilhões.

A previsão de corte de orçamento na Educação já era discutida pelo governo há alguns meses e gerou reclamações do ex-ministro Abraham Weintraub, que afirmou, antes de ser demitido, que a redução poderia colocar em risco a realização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2021.