28 de Agosto de 2020 às 18h56

Maioria dos integrantes do Conselho Superior do MPF pede a Aras prorrogação da Lava Jato

Nesta sexta-feira (28), 8 dos 10 integrantes do Conselho Superior do Ministério Público Federal (CSMPF) assinaram um ofício enviado ao procurador-geral da República, Augusto Aras, pedindo a prorrogação dos atuais grupos das forças-tarefas da Operação Lava Jato por no mínimo seis meses.

Nesta semana, os procuradores da força-tarefa do Paraná pediram à PGR que os trabalhos do grupo sejam prorrogados por mais um ano. Caso Aras não autorize a continuidade das força-tarefa, os trabalhos terão de ser encerrados até o dia 9 de setembro.

De acordo com os conselheiros que assinaram o documento, a extensão é “essencial” e evita uma “ruptura” no trabalho de enfrentamento ao crime.

“Tal medida, de fato, é essencial para que o importante trabalho em torno do aprimoramento do atual modelo não implique uma indesejável solução de continuidade na condução de casos de grande relevo”, argumentaram os integrantes.

Os oito integrantes que assinaram o documento foram: Alcides Martins, José Adonis, José Bonifácio, José Elaeres, Luiza Friencheisen, Maria Caetana, Mario Bonsaglia e Nicolao Dino.

Não assinaram o documento: Augusto Aras e o vice-procurador-geral, Humberto Jacques.

Fonte: G1/Política