23 de Outubro de 2020 às 17h30

Anvisa autoriza Instituto Butantan a importar 6 milhões de doses da CoronaVac

Nesta sexta-feira (23), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) liberou a importação de 6 milhões de doses da CoronaVac, vacina chinesa que deverá ser produzida pelo Instituto Butantan, em São Paulo.

No total, o governo paulista fechou contrato com a Sinovac, farmacêutica chinesa, para a aquisição das 46 milhões de doses da CoronaVac. Essas primeiras 6 milhões virão prontas da China e as outras 40 milhões serão envasadas e rotuladas no Instituto Butantan.

A vacina chinesa tem sido alvo de uma polêmica por conta da intenção do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, de utilizá-la como a principal do programa de imunização do governo federal. O presidente Jair Bolsonaro, pressionado por aliados, desautorizou o ministro e determinou o cancelamento da compra de 46 milhões de doses da vacina.

Fontes: G1/Bem estar Veja